miércoles, 29 de mayo de 2013

Abitar.



Que si, que está bien escrito, que una cosa es abitar y otra habitar. Habitar, morar, vivir, residir, es todo lo mismo. Pero Abitar es…
Abitar.
(De bita).
1. tr. Mar. Amarrar un cabo rodeando las bitas.

Tal vez aprendamos hoy en vez de una, dos palabras. Aquel que no sabía lo que es Abitar, difícilmente sabrá lo que son las Bitas. Alguna pista da el DRAE; Marina, Amarrar, y Cabo, estamos hablando de un barco, y las bitas son…
Bita.
(Del fr. bitte, y este del nórd. biti 'travesaño').
1. f. Mar. Cada uno de los postes de madera o de hierro que, fuertemente asegurados a la cubierta en las proximidades de la proa, sirven para dar vuelta a los cables del ancla cuando se fondea la nave.

4 comentarios:

Maria do Sol dijo...

Olá Alfredo
O teu blogue é um espaço sempre importante pelos conteúdos. Os teus contos permitem deambular por outras realidades; os termos que nos apresentas, alguns fora de uso como sempre nos informas, fazem com que a minha curiosidade me envie em busca dos termos em português. Aqui vai o que pesquisei:

abitar - Conjugar
v. tr.
[Marinha] Prender na abita.

abita
s. f.
[Náutica] Peça de madeira ou ferro, na proa do navio, para fixar a amarra da âncora.
Confrontar: habita.

É para isto que servem os blogues também: para nos permitirem crescer em termos culturais.
Gracias :-)
Abraços

Alfredo dijo...

María do Sol.
María, és um Sol. Agradecido por ler-me, agradecido por teus comentários e porque jamais faltas.
Minhas palavras fora de uso, que às vezes não o são tanto, nasceram como um jogo. Não sê se já to contei. Num princípio, o que queria era que a gente participasse, acrescentando, propondo, ou discutindo o significado que se dá aos vocablos e, sobretudo, que fizessem o que tu fazes; pesquisar e talvez aprender. Por então tinha eu mais ânimos e esperanças. Após o tempo que levo, a participação tem sido quase nula, como quase nula tem sido a resposta a meus contos. Já sei que não todos são bons, mas se alguns. Quiçá seja um pesado e canse à gente com temas similares, mas pelo geral, a gente gosto. Por isso tento que meus cuentinos, assim, em asturiano e diminutivo, sem lhes dar demasiada importância, sejam o mais próximo possível, e se pode ser, amáveis.
Salu2.

Maria do Sol dijo...

Olá Alfredo
Fico muito grata pela amabilidade das tuas palavras.
Creio que a fraca participação das pessoas se deve ao facto de "perderem" todo o seu tempo de ócio, mas redes sociais. Quando digo a alguém que não tenho facebook, olham-se como se eu fosse uma atrasada. Não sou. Ainda nunca vi grande utilidade na partilha através desses meios. Prefiro os blogues que me trazem textos interessantes. Prefiro ficar a ler outras formas de ver a vida. É por todas essas razões que sigo a tua escrita. Obrigada.
Abraços

Alfredo dijo...

María do Sol.

Yo hace poco que estoy en facebook. Solamente me limito a colgar fotos y hacer algún comentario acerca de ellas. Es otra manera de conocer y dar a conocer sitios y lugares, de comunicarme sin costo… ya veremos que más, estoy aprendiendo.
Salu2.